Your session has expired.

Your authenticated session has expired due to inactivity. You can close this message and continue as a guest or sign in again before proceeding.

28 de Outubro de 2011

Língua: EN ES ZH

Motorola Solutions anuncia resultados do terceiro trimestre

A Motorola Solutions, Inc. (NYSE: MSI) anuncia os resultados do terceiro trimestre de 2011, com destaque para as vendas de US$ 2,1 bilhões, um aumento de 10% em relação ao terceiro trimestre de 2010, impulsionado por uma sólida demanda em todas as regiões dos segmentos de governo e corporativo.

“Nossos clientes continuam a investir em soluções que aumentem suas receitas e melhorem a eficiência operacional”, declara Greg Brown, presidente e CEO da Motorola Solutions. “Além do nosso forte crescimento neste trimestre, realizamos retorno significativo de capital aos acionistas. Recompramos US$ 744 milhões em ações, iniciando nossos dividendos, e geramos um fluxo de caixa operacional muito forte.”

O lucro operacional GAAP no terceiro trimestre de 2011 foi de US$ 253 milhões, ou 12% das vendas, em comparação com US$ 211 milhões, ou 11% das vendas no terceiro trimestre de 2010. O lucro por ação de operações continuadas GAAP** foi de US$ 0,45, comparado a um prejuízo GAAP de US$ 0,04 no terceiro trimestre de 2010.

O lucro operacional não-GAAP *** no terceiro trimestre de 2011 foi de US$ 358 milhões, ou 17% das vendas, em comparação com US$ 289 milhões, ou 15% das vendas no terceiro trimestre de 2010. O lucro por ação de operações continuadas não-GAAP foi de US$ 0,65, em comparação com US$ 0,54 no terceiro trimestre de 2010. As informações financeiras não-GAAP excluem os benefícios após o pagamento de impostos de aproximadamente US$ 0,20 por ação diluída, relacionados às despesas com remuneração baseada em ações, à despesa de amortização de ativos intangíveis e itens em destaque. Detalhes sobre esses ajustes não-GAAP e o uso de medidas não-GAAP foram incluídas abaixo, neste comunicado à imprensa.

Durante o terceiro trimestre de 2011, a empresa gerou US$ 477 milhões em fluxo de caixa operacional de operações continuadas. A empresa encerrou o trimestre com caixa total* de US$ 6,3 bilhões, ao mesmo tempo em que retornou US$ 744 milhões aos acionistas, por meio da recompra de ações durante o trimestre.

As vendas do segmento governamental foram de US$ 1,4 bilhão, um aumento de 9% em relação ao mesmo trimestre do exercício anterior. O lucro operacional GAAP foi de US$ 185 milhões, ou 13% das vendas, em comparação com US$ 159 milhões, ou 13% das vendas, no mesmo trimestre de 2010. O lucro operacional não-GAAP foi de US$ 223 milhões, ou 16% das vendas, em comparação com US$ 175 milhões, ou 14% das vendas no mesmo trimestre do ano passado.

Destaques do segmento de governo:

 

  • Garantiu grandes contratos de segurança pública com o Centro de Despacho de Jefferson, no Missouri; Condado de Morris, em Nova Jersey; a cidade de Cleveland; o Estado de Hessen, na Alemanha; a Polícia Nacional da Colômbia; o Conselho de Segurança Pública do Estado de Jalisco, México; e a Polícia de Shangdong, na China.
  • Renovação de contrato de suporte de serviços gerenciados com a Airwave, no valor de US$ 95 milhões, para sua rede UK TETRA, a maior rede TETRA do mundo, com 250 mil assinantes e cobertura nacional.
  • Venda do milionésimo rádio bidirecional digital MOTOTRBO™, o primeiro rádio digital para o mercado profissional, que a Motorola Solutions lançou em 2007.
  • Continuou a demonstrar liderança em segurança pública LTE, com um acordo para ajudar o Exército Brasileiro a testar tecnologias 4G LTE em aplicações de banda larga móvel para a operação de segurança pública na faixa de frequência de 700 MHz; também lançou os primeiros dispositivos para LTE, um modem veicular e um modem USB, que permitem que os agentes de segurança pública acessem a banda classe 14 da rede LTE de segurança pública.

 

As vendas do segmento corporativo foram de US$ 726 milhões, um aumento de 13% em relação ao mesmo trimestre do ano passado. O lucro operacional GAAP foi de US$ 68 milhões, ou 9% das vendas, em comparação com US$ 52 milhões, ou 8% das vendas no mesmo trimestre do exercício anterior. O lucro operacional não-GAAP foi de US$ 135 milhões, ou 19% das vendas, em comparação com US$ 114 milhões, ou 18% das vendas no mesmo trimestre de 2010.

Destaques do segmento empresarial:

 

  • Crescimento forte e contínuo em computação móvel na Europa, com prêmios de clientes como o Grupo Posten Logistik, na Suécia, a DHL Express, na França, a GDF Suez, na França, e os supermercados Jumbo, na Holanda.
  • Conclusão da aquisição da Rhomobile, uma empresa desenvolvedora de plataforma de aplicativos móveis, o que reforça o compromisso da Motorola Solutions com as comunidades parceiras para oferecer aplicativos ricos e altamente adaptados em ambientes de sistemas operacionais múltiplos, que ajudarão os clientes a mobilizar e conectar todos os dispositivos, hoje e no futuro.
  • Contrato de serviços gerenciados com a Sears e um projeto de WLAN que inclui serviços de implementação e manutenção com as mercearias Raley, no oeste dos Estados Unidos.
  • Anuncio da venda dos negócios de ponto-a-ponto (Orthogon) e de ponto-a-multiponto (Canopy) para a Vector Capital.

 

Resultado das operações descontinuadas
O prejuízo líquido no terceiro trimestre de operações descontinuadas foi de US$ 24 milhões, relacionado a despesas após impostos de um ajuste esperado no preço de compra associado à venda da área de redes da empresa, no segundo trimestre de 2011.

Perspectiva do quarto trimestre e do exercício completo de 2011
A empresa elevou sua previsão de receita esperada para todo o exercício para 7% de crescimento, com lucro operacional de 16,5% das vendas. As vendas do quarto trimestre devem crescer entre 2% e 3%, em comparação com o quarto trimestre de 2010, e 7% em comparação com o terceiro trimestre de 2011. Espera-se que o lucro por ação de operações continuadas fique entre US$ 0,78 e US$ 0,83. Essa perspectiva exclui despesas com compensação de ações, despesas com amortização de ativos intangíveis e encargos associados com itens destacados pela empresa em seus lançamentos trimestrais.

Resultados Consolidados GAAP
A comparação dos resultados de operações é a seguinte:

  Terceiro Trimestre
(Em US$ milhões, exceto valores por ação) 2011 2010
Vendas líquidas 2.105 1.908
Margem bruta 1.060 964
Lucro operacional 253 211
Lucro de operações continuadas ** 152 (13)
Lucro líquido ** 128 110
Lucro diluído por ação ordinária de operações continuadas: ** 0,45 (0,04)
Média ponderada de ações ordinárias diluídas em circulação 339,5 334,1

 

Itens em destaque, despesas com remuneração baseada em ações e despesa de amortização de ativos intangíveis
A tabela abaixo inclui os itens em destaque, despesas com remuneração baseada em ações e despesa de amortização de ativos intangíveis para o terceiro trimestre de 2011.

Terceiro Trimestre
(Por ação ordinária diluída) 2011
Lucro por ação ordinária de operações continuadas GAAP 0,45
Itens em destaque  
Reorganização de encargos de negócios 0,02
Total de itens em destaque 0,02
Despesa com remuneração baseada em ações 0,09
Despesa de amortização de ativos intangíveis 0,09
Despesa com remuneração baseada em ações e  
despesa de amortização de ativos intangíveis 0,18
Total de ajustes não-GAAP 0,20
Lucro por ação ordinária não-GAAP 0,65


Uso de informações financeiras não GAAP
Além dos resultados GAAP apresentados aqui, a Motorola Solutions também incluiu os resultados das medidas não-GAAP. Fornecemos tais dados para auxiliar o investidor a melhor compreender nosso desempenho nas principais operações, melhorar as comparações das performances operacionais entre diversos períodos e, também, fornecer melhores comparações do desempenho operacional em relação aos nossos competidores. Entre outras coisas, a direção usa estes resultados operacionais, com exceção dos itens identificados, para avaliar o desempenho dos negócios e os resultados relativos a certas metas de incentivo e bônus. A direção também utiliza estes resultados operacionais porque acredita que tais medidas possibilitam melhores avaliações entre períodos do desempenho financeiro das principais operações. As medidas não-GAAP destinam-se apenas como uma suplementação às medidas GAAP comparáveis, e dadas as limitações inerentes ao uso das medidas não-GAAP, a companhia busca um equilíbrio ao usar as medidas GAAP em conjunto com as medidas não-GAAP. Assim, os investidores devem analisar estas medidas não-GAAP em aditamento, e não como substitutivo ou superior, às medidas de desempenho financeiro elaboradas em conformidade com a GAAP.

Itens destacados: a companhia excluiu os efeitos dos itens destacados (e todas as alterações dos itens destacados registrados em períodos anteriores) de suas medidas de despesas operacionais e lucro líquido não-GAAP, pois entende que esse histórico não reflete ganhos futuros esperados ou despesas e, portanto, não contribui para uma avaliação significativa da performance operacional atual ou para comparações de suas performances operacionais anteriores.

Despesa de remuneração baseada em ações: a companhia excluiu a despesa de remuneração baseada em ações de suas medidas de despesas operacionais não-GAAP e do lucro líquido. Embora a remuneração baseada em ações seja um incentivo essencial oferecido aos nossos colaboradores e a companhia acredite que tal compensação tenha contribuído para a receita obtida durante os períodos demonstrados, e ainda acredite que ela continuará a contribuir para a geração de receita dos próximos períodos, a companhia continua a avaliar sua performance sem a despesa de remuneração com base em ações primariamente, porque ela representa uma despesa significativa que não é feita em espécie (non-cash). A despesa de remuneração baseada em ações será listada em períodos futuros.

Despesa de amortização de ativos intangíveis: a companhia excluiu a despesa de amortização dos ativos intangíveis de suas despesas operacionais não-GAAP e lucro líquido, pelo fato de representar uma despesa que não é paga em espécie (non-cash) e porque a companhia avalia seu desempenho excluindo despesas de amortização de ativos intangíveis. A amortização de ativos intangíveis é inalterável em quantia e frequência, mas é afetada significativamente pelo timing e pelo tamanho da aquisição feita pela companhia. Os investidores devem ter em mente que o uso dos ativos intangíveis contribuiu para a receita obtida nos períodos listados, e que eles continuaram a contribuir para as receitas futuras. A despesa de amortização dos ativos intangíveis será apresentada em períodos futuros. Mais detalhes a respeito dos itens mencionados acima e as reconciliações das medidas não-GAAP em relação às medidas GAAP correspondentes podem ser encontradas no fim deste release.

Riscos do negócio

Este release contém declarações admonitórias em acordo com a lei federal aplicável. Estas declarações estão em conformidade com a disposição de “porto seguro” da Lei de Reforma de Litígio de Títulos Privados dos EUA, de 1995, e incluem termos como “acredita”, “espera”, “tem a intenção”, “prevê”, “estima” e outras expressões similares. Não podemos dar nenhuma garantia de que qualquer resultado ou evento discutido aqui, nestas declarações, seja realizado. Toda declaração admonitória representa nossa opinião em relação ao dia de hoje, e não deve ser tomada como algo que represente nossa opinião para nenhuma data subsequente. Alertamos o leitor que tais declarações são sujeitas a uma variedade de riscos e incertezas que poderiam fazer com que nossos resultados atuais venham a divergir materialmente das declarações contidas neste release. Tais declarações admonitórias incluem, mas não estão limitadas, ao timing e à capacidade financeira de readquirir ações relativas ao programa de reaquisição de ações, à nossa capacidade de pagar dividendos futuros e ao panorama financeiro da Motorola Solutions para o último bimestre e todo o ano de 2011. A Motorola Solutions alerta o leitor que os fatores de risco abaixo, assim como aqueles entre as páginas 12 e 25 no item 1A do Relatório Anual de 2010 da Motorola Solutions Inc., formulário 10-K da página 46 no item 1A do Relatório Bimestral para o Primeiro Bimestre da Motorola Solutions Inc., no formulário 10-Q e em seus outros registros SEC, disponíveis gratuitamente no site www.sec.gov e no site da Motorola Solutions (www.motorolasolutions.com), podem fazer com que os resultados da Motorola Solutions venham a divergir substancialmente daqueles previstos ou estimados nas declarações admonitórias. Muitos dos riscos e incertezas não podem ser controlados pela Motorola Solutions. Fatores que podem causar impacto nas declarações admonitórias incluem, mas não estão limitados a: 1) resultados negativos sobre as operações comerciais da companhia, desempenho financeiro ou ativo causados pela separação em duas companhias independentes e distintas, o que pode incluir (i) menor vantagem de compra e maior exposição às flutuações de mercado, em função de ter se tornado uma companhia menor e mais focada; (ii) obrigações persistentes relacionadas a determinados débitos e responsabilidades referentes a pensões e litígios corporativos relacionados à Motorola Solutions, mesmo após a separação e (iii) a propriedade de logos, marcas registradas e marcas de serviço, incluindo “MOTOROLA” por Motorola Mobility Holdings, Inc.; 2) as perspectivas econômicas para os comunicados corporativos e governamentais; 3) o nível de demanda pelos produtos da companhia, especialmente se empresas e governos adiarem compras em razão de crédito reduzido; 4) a capacidade da companhia de apresentar novos produtos e tecnologias em momento oportuno; 5) consequências negativas inesperadas oriundas de reestruturação da companhia e atividades que visem reduzir custos; 6) impacto negativo causado pela situação econômica global, que podem incluir (i) a incapacidade financeira de consumidores para obter meios financeiros para a aquisição dos produtos da companhia (ii) a viabilidade de fornecedores da companhia, que eventualmente podem perder acesso ao financiamento; (iii) mudanças nos valores de investimentos mantidos pelo plano de pensão da companhia e outros planos de benefícios; (iv) valor real e/ou justo das dívidas da companhia ou investimento acionário significativamente divergente dos valores atuais dados a eles; (v) revés sofrido por parceiro que cause impacto financeiro negativo na situação da companhia; (vi) dificuldades ou aumento de custos na obtenção de financiamento; 7) a capacidade da companhia de obter materiais e componentes em quantidade suficiente para suprir a demanda, particularmente diante da situação econômica global e das enchentes na Tailândia; 8) riscos relacionados à dependência de certos fornecedores essenciais; 9) o impacto nas performances da companhia e resultados financeiros causados por aquisições estratégicas ou vendas, incluindo aquelas que possam ocorrer no futuro; 10) riscos relacionados à manufatura e a operações em países estrangeiros; 11) a credibilidade financeira de clientes e distribuidores, especialmente de compradores de grandes sistemas de infraestrutura; 12) riscos relacionados ao fato de que certos clientes exigem que a companhia construa, seja proprietária e opere seus sistemas por vários anos; 13) variação na receita recebida por licenciamento da propriedade intelectual da companhia para outros, assim como despesas causadas por licenciamento de propriedade intelectual de outros; 14) obrigações ou despesas inesperadas, incluindo resultados desfavoráveis de litígios atuais e futuros ou processo regulatório similar; 15) impacto da flutuação de moedas estrangeiras, incluindo o impacto negativo pela valorização do dólar americano quando competindo com empresas em mercados estrangeiros.

* Saldo total = valor em espécie ou equivalentes + Fundo Sigma (atual e não atual) e investimentos de curto prazo.
** Quantias atribuíveis a detentores de ações ordinárias da Motorola Solutions, Inc.
*** Informações financeiras não-GAAP excluem dos resultados GAAP os efeitos da remuneração baseada em ações, amortização de ativos intangíveis e itens destacados.

 

Contacts
Motorola Solutions Media Contacts

Please wait...