Your session has expired.

Your authenticated session has expired due to inactivity. You can close this message and continue as a guest or sign in again before proceeding.

26 de Janeiro de 2012

Língua: EN ES ZH

Motorola Solutions anuncia resultados financeiros do quarto trimestre e de todo o ano de 2011

Lucro operacional e recorde de vendas no quarto trimestre de 2011 e durante todo o ano passado

 

  • Vendas do quarto trimestre de US$ 2,3 bilhões, aumento de 5% em relação ao ano anterior.
  • Vendas para o governo no quarto trimestre de US$ 1,5 bilhão, aumento de 6% em relação ao ano anterior.
  • Vendas corporativas no quarto trimestre de US$ 753 milhões, aumento de 3% em relação ao ano anterior.
  • Recompra de ações no valor de US$ 366 milhões no trimestre; US$ 1,1 bilhão no ano inteiro.
  • Contribuição de um aumento de US$ 250 milhões ao plano de pensão dos EUA no trimestre, com total de contribuições para o ano de US$ 480 milhões.
  • Finalizou o trimestre com um total* de US$ 5,1 bilhões.

 

 

 

Quarto Trimestre

Ano Inteiro

(em US$ milhões, exceto ganhos por ações)

2011

2010

Variação

2011

2010

Variação

Total de vendas

2.300

2.185

5%

8.203

7.617

8%

Lucros operacionais GAAP

276

272

1%

858

751

14%

Lucros operacionais não-GAAP

444

346

28%

1.373

1.064

29%

GAAP EPS de operações continuadas**

0,54

0,49

10%

2,20

0,72

206%

Não-GAAP*** EPS de operações continuadas**

0,87

0,4

36%

2,61

1,84

42%

 

 

Clique aqui para a versão para impressão do comunicado à imprensa e tabelas financeiras.

A Motorola Solutions, Inc. (NYSE: MSI) anuncia os resultados do quarto trimestre de 2011, com destaque para as vendas de US$ 2,3 bilhões no quarto trimestre, um aumento de 5% em relação ao quarto trimestre de 2010, e vendas no ano de US$ 8,2 bilhões, aumento de 8% em relação a 2010. O crescimento da receita reflete a sólida demanda em todas as regiões dos segmentos de governo e corporativo.

“Nosso recorde no quarto trimestre proporcionou um ano muito forte e emocionante para nossa empresa”, declara Greg Brown, presidente e CEO da Motorola Solutions. “Nós simplificamos e fortalecemos nosso portfólio, aumentamos os lucros operacionais cinco vezes mais que o crescimento da receita, expandimos as margens operacionais, geramos forte fluxo de caixa e priorizamos o retorno do capital aos nossos acionistas.”

O lucro operacional GAAP no quarto trimestre de 2011 foi de US$ 276 milhões, ou 12% das vendas, em comparação com US$ 272 milhões, ou 12% das vendas no quarto trimestre de 2010. O lucro por ação de operações continuadas GAAP ** foi de US$ 0,54, em comparação ao lucro GAAP de US$ 0,49 no quarto trimestre de 2010. Em 2011, os lucros operacionais GAAP foram de US$ 858 milhões, ou 10% das vendas, em comparação aos US$ 751 milhões, ou 10% das vendas em 2010. O lucro por ação de operações continuadas GAAP ** foi de US$ 2,20, em comparação ao lucro GAAP de US$ 0,72 em 2010.

O lucro operacional não-GAAP*** no quarto trimestre de 2011 foi de US$ 444 milhões, ou 19% das vendas, em comparação com US$ 346 milhões, ou 16% das vendas no quarto trimestre de 2010. O lucro por ação de operações continuadas não-GAAP foi de US$ 0,87, em comparação com US$ 0,64 no quarto trimestre de 2010. As informações financeiras não-GAAP excluem os benefícios, após o pagamento de impostos, de aproximadamente US$ 0,33 por ação diluída, relacionados às despesas com remuneração baseada em ações, às despesas de amortização de ativos intangíveis e itens em destaque. Detalhes sobre esses ajustes não-GAAP e o uso de medidas não-GAAP foram incluídos abaixo, neste comunicado à imprensa. Os ganhos operacionais não-GAAP em todo o ano de 2011 foram de US$ 1,4 bilhão, ou 17% das vendas, comparados com US$ 1,1 bilhão, ou 14% das vendas em 2010. Os ganhos não-GAAP por ação de operacionais continuadas foram de US$ 2,61, comparados com US$ 1,84 em 2010.

Durante o quarto trimestre de 2011, a empresa gerou US$ 44 milhões em fluxo de caixa operacional de operações continuadas, o qual incluiu um aumento de US$ 250 milhões em contribuição ao plano de pensão dos EUA. A empresa encerrou o trimestre com um caixa total de US$ 5,1 bilhões, ao mesmo tempo em que retornou US$ 366 milhões aos acionistas, por meio da recompra de ações durante o trimestre.

As vendas do segmento de governo foram de US$ 1,5 bilhão, aumento de 6% em relação ao mesmo trimestre do exercício anterior. O lucro operacional GAAP foi de US$ 226 milhões, ou 15% das vendas, em comparação com US$ 181 milhões, ou 12% das vendas no mesmo trimestre do ano anterior. O lucro operacional não-GAAP foi de US$ 307 milhões, ou 20% das vendas, em comparação com US$ 221 milhões, ou 15% das vendas no mesmo trimestre do ano anterior.

Em 2011, as vendas do segmento de governo foram de US$ 5,4 bilhões, aumento de 6% em relação a 2010. O lucro operacional GAAP foi de US$ 616 milhões, ou 11% das vendas, em comparação com US$ 534 milhões, ou 11% das vendas, em 2010. O lucro operacional não-GAAP foi de US$ 833 milhões, ou 16% das vendas, em comparação com US$ 637 milhões, ou 13% das vendas em 2010.

Destaques do segmento de governo:

 

  • Contratos com a cidade de Atlanta; Condado de St. Louis, no Missouri; St. Johns, condados de Seminole e Osceola, na Flórida; o Estado do Tennessee; a Polícia Estadual de Washington; o Serviço de Polícia do oeste da Austrália; a Polícia Nacional do Equador e a Comissão Federal de Eletricidade do México.
  • Expandiu a série de rádios APX™ para missão crítica, incluindo o rádio portátil APX 4000 para trabalhos públicos, utilitários e usuários de segurança pública rural, o que tornou o APX o primeiro portfólio completo do Projeto 25 Fase 2 rádios bidirecionais portáteis TDMA da indústria.
  • Manteve a liderança por meio da realização do primeiro lançamento comercial da tecnologia-padrão LTE para segurança pública e garantiu um contrato adicional de LTE em Irving, Texas.

 

As vendas para o segmento corporativo foram de US$ 753 milhões, aumento de 3% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, o qual incluiu uma queda de US$ 37 milhões nas vendas iDEN. O lucro operacional GAAP foi de US$ 50 milhões, ou 7% das vendas, em comparação com US$ 91 milhões, ou 12% das vendas no mesmo trimestre do ano anterior. O lucro operacional não-GAAP foi de US$ 137 milhões, ou 18% das vendas, em comparação com US$ 125 milhões, ou 17% das vendas no mesmo trimestre do ano anterior.

Para 2011, as vendas do segmento corporativo foram de US$ 2,8 bilhões, aumento de 11% em reação a 2010. O lucro operacional GAAP foi de US$ 242 milhões, ou 9% das vendas em comparação com US$ 217 milhões, ou 8% das vendas, em 2010. O lucro operacional não-GAAP foi de US$ 540 milhões, ou 19% das vendas, em comparação com US$ 427 milhões, ou 17% das vendas em 2010.

Destaques do segmento corporativo:

 

  • Crescimento contínuo com a demanda de varejo, transporte e logística dos principais clientes, tais como Lord & Taylor, UPS e Poste Italiane.
  • Lançamento do tablet ET1, o primeiro em uma categoria emergente de tablets empresariais que trazem familiaridade e popularidade, de uma experiência de usuário consumidor final para um verdadeiro dispositivo de classe empresarial.
  • Introduziu o RhoElements, um aplicativo de última geração baseado na web que permite às empresas desenvolver de forma rápida e rentável aplicativos web, além de implementá-los em computadores portáteis.

 

Resultados das operações descontinuadas
O lucro GAAP do quarto trimestre de operações descontinuadas foi de US$ 7 milhões, o qual está substancialmente relacionado ao não investimento nos negócios de banda larga sem fio ponto-a-ponto (Orthogon) e ponto-a-multiponto (Canopy) da empresa.

Perspectiva para o primeiro trimestre e exercício completo do ano de 2012
A perspectiva da Motorola Solutions para o primeiro trimestre de 2012 é de um crescimento na receita de 4%, em comparação com o primeiro trimestre de 2011, e lucros por ações de operações continuadas de US$ 0,50 a US$ 0,55 por ação. Para o exercício de 2012, a empresa espera um crescimento na receita de 5%, em comparação com 2011, e lucro operacional de 17% nas vendas. Essa perspectiva exclui despesas com compensações de ações, despesas com amortização de ativos intangíveis e encargos associados com itens da variedade tipicamente destacados pela empresa em seus lançamentos trimestrais.

Resultados consolidados GAAP
A comparação dos resultados de operações é a seguinte:

 

  Quarto trimestre Ano inteiro
(em US$ milhões, exceto valores por ação)

2011

2010

2011

2010

Vendas líquidas

2.300

2.185

8.203

7.617

Margem bruta

1.160

1.089

4.146

3.812

Lucro operacional

276

272

858

751

         
Lucro de operações continuadas**

177

167

747

244

Lucro líquido **

184

292

1.158

633

         
Lucro diluído por ação ordinária        
de ações continuadas: **

0,54

0,49

2,20

0,72

         
Média ponderada de ações ordinárias em circulação

328,4

341,3

339,7

338,1

 

 

Itens em destaque, despesas com remuneração baseada em ações e despesas de amortização de ativos intangíveis
A tabela abaixo inclui os itens em destaque, despesas com remuneração baseada em ações e despesas de amortização de ativos intangíveis para o quarto trimestre de 2011.

 

 

 

  Quarto trimestre
(por ação ordinária diluída)

2011

   
Lucro por ação ordinária de operações continuadas GAAP

0,54

   
Itens em destaque:  
Questão jurídica

0,08

Reorganização de encargos de negócios

0,05

Reserva de financiamento a receber de longo prazo

0,02

Despesa de impostos relacionados a lucros no exterior não distribuídos

0,05

Benefício fiscal de assentamentos de auditoria e acordos

(0,05)

   
Total de itens em destaque

0,15

   
Despesas com remuneração baseada em ações

0,09

Despesas com amortização de ativos intangíveis

0,09

   
Despesas com remuneração baseada em ações e despesas com
amortização de ativos intangíveis

0,18

   
Total de ajustes não-GAAP

0,33

   
Lucro por ação ordinária não-GAAP

0,87

 

 

Uso de informações financeiras não-GAAP
Além dos resultados GAAP apresentados aqui, a Motorola Solutions incluiu os resultados das medidas não-GAAP. Fornecemos tais medidas não-GAAP para ajudar o investidor a melhor compreender nosso desempenho nas principais operações, melhorar as comparações das performances operacionais entre diversos períodos e também fornecer melhores comparações do desempenho operacional em relação aos nossos concorrentes. Entre outras coisas, a direção usa esses resultados operacionais, com exceção dos itens identificados, para avaliar o desempenho dos negócios e os resultados relativos a certas metas de incentivos e bônus. A direção utiliza resultados operacionais, com exceção destes, porque acredita que essas medidas possibilitam melhores avaliações entre períodos do desempenho financeiro das principais operações. As medidas não-GAAP destinam-se apenas como uma suplementação às medidas GAAP comparáveis, e, dadas as limitações inerentes ao uso das medidas não-GAAP, a companhia busca um equilíbrio ao usar as medidas GAAP em conjunto com as medidas não-GAAP. Como resultado, os investidores devem considerar essas medidas não-GAAP em aditamento, e não como substitutivo ou superior, às medidas de desempenho financeiro elaboradas em conformidade com a GAAP.

Além dos resultados GAAP apresentados aqui, a Motorola Solutions incluiu os resultados das medidas não-GAAP. Fornecemos tais medidas não-GAAP para ajudar o investidor a melhor compreender nosso desempenho nas principais operações, melhorar as comparações das performances operacionais entre diversos períodos e também fornecer melhores comparações do desempenho operacional em relação aos nossos concorrentes. Entre outras coisas, a direção usa esses resultados operacionais, com exceção dos itens identificados, para avaliar o desempenho dos negócios e os resultados relativos a certas metas de incentivos e bônus. A direção utiliza resultados operacionais, com exceção destes, porque acredita que essas medidas possibilitam melhores avaliações entre períodos do desempenho financeiro das principais operações. As medidas não-GAAP destinam-se apenas como uma suplementação às medidas GAAP comparáveis, e, dadas as limitações inerentes ao uso das medidas não-GAAP, a companhia busca um equilíbrio ao usar as medidas GAAP em conjunto com as medidas não-GAAP. Como resultado, os investidores devem considerar essas medidas não-GAAP em aditamento, e não como substitutivo ou superior, às medidas de desempenho financeiro elaboradas em conformidade com a GAAP.

 

 

 

Itens destacados: a companhia excluiu os efeitos dos itens destacados (e todas as alterações dos itens destacados registrados em períodos anteriores) de suas medidas de despesas operacionais e lucro líquido não-GAAP, pois entende que esse histórico não reflete ganhos futuros esperados ou despesas e, portanto, não contribui para uma avaliação significativa da performance operacional atual nem para comparações de suas performances operacionais anteriores.

Despesas de remuneração baseada em ações: a companhia excluiu as despesas de remuneração baseada em ações de suas medidas de despesas operacionais não-GAAP e do lucro líquido. Embora a remuneração baseada em ações seja um incentivo essencial oferecido aos nossos colaboradores e a companhia acredite que tal compensação tenha contribuído para a receita obtida durante os períodos demonstrados, e ainda acredite que ela continuará a contribuir para a geração de receita nos próximos períodos, continua a avaliar seu desempenho sem as despesas de remuneração com base em ações primariamente, porque representam despesas significativas que não são feitas em espécie. As despesas de remuneração baseada em ações serão listadas em períodos futuros.

Despesas de amortização de ativos intangíveis: a companhia excluiu a despesa de amortização dos ativos intangíveis de suas despesas operacionais não-GAAP e lucro líquido, pelo fato de representarem despesas que não são pagas em espécie, e porque a companhia avalia seu desempenho com a exclusão das despesas de amortização de ativos intangíveis. A amortização de ativos intangíveis é inalterável em quantia e frequência, mas é afetada significativamente pelo timing e pelo tamanho da aquisição feita pela companhia. Os investidores devem ter em mente que o uso dos ativos intangíveis contribuiu para a receita obtida nos períodos listados, e que eles continuarão a contribuir para as receitas futuras. As despesas de amortização dos ativos intangíveis serão apresentadas em períodos futuros.

Mais detalhes a respeito dos itens mencionados acima e as reconciliações das medidas não-GAAP em relação às medidas GAAP correspondentes podem ser encontradas no fim deste comunicado à imprensa.

Riscos do negócio
Este comunicado à imprensa contém “declarações prospectivas” em acordo com a lei federal aplicável. Essas declarações estão em conformidade com a disposição de “porto seguro” da Lei de Reforma de Litígio de Títulos Privados, de 1995, e incluem termos como “acredita”, “espera”, “tem a intenção de”, “prevê”, “estima” e outras expressões similares. Não podemos dar nenhuma garantia de que qualquer resultado ou evento discutido aqui, nestas declarações, seja realizado. Toda declaração admonitória representa nossa opinião em relação ao dia de hoje, e não deve ser tomada como algo que represente nossa opinião para nenhuma data subsequente. Alertamos o leitor que tais declarações estão sujeitas a uma variedade de riscos e incertezas, que poderiam fazer com que nossos resultados atuais venham a divergir materialmente das declarações contidas neste comunicado à imprensa. Tais declarações admonitórias incluem, mas não se limitam, à perspectiva financeira da Motorola Solutions para o primeiro trimestre e todo o ano de 2012. A Motorola Solutions alerta o leitor para os fatores de risco abaixo, bem como para aqueles das páginas 12 a 25 no item 1A do Relatório Anual de 2010 da Motorola Solutions, Inc., formulário10-K, da página 46 no item 1A do Relatório Trimestral da Motorola Solutions, Inc. para o primeiro trimestre de 2011, formulário 10-Q da página 50 no item 1A do Relatório Trimestral do terceiro trimestre de 2011 da Motorola Solutions, Inc., formulário 10-Q e em seus outros registros SEC, disponíveis gratuitamente no site www.sec.gov, no site da Motorola Solutions (www.motorolasolutions.com), podem fazer com que os resultados da Motorola Solutions venham a divergir substancialmente daqueles previstos ou estimados nas declarações admonitórias. Muitos dos riscos e incertezas não podem ser controlados pela Motorola Solutions. Fatores que podem causar impacto nas declarações admonitórias incluem, mas não estão limitados a: 1) as perspectivas econômicas para os comunicados corporativos e governamentais; (2) o nível de demanda dos produtos da companhia, especialmente se empresas e governos adiarem compras em razão de crédito reduzido; (3) a capacidade da companhia de apresentar novos produtos e tecnologias em momento oportuno; (4) impacto negativo causado pela situação econômica global, que pode incluir: (i) adiantamento potencial ou cancelamento de ordens de compra por parte dos clientes; (ii) a incapacidade financeira de consumidores em obter meios financeiros para a aquisição dos produtos da companhia; (iii) aumento da demanda para fornecer financiamento de fornecedores para clientes; (iv) aumento das pressões financeiras de terceiros revendedores, distribuidores e varejistas; (v) a viabilidade dos fornecedores da empresa que não puder mais ter acesso ao financiamento necessário; (vi) falhas que impactem negativamente a situação financeira da empresa; (vii) mudanças no valor dos investimentos detidos pelo plano de pensão da empresa e outros planos de benefícios definidos; e (viii) a capacidade da empresa de acessar os mercados de capitais em termos e condições aceitáveis; (5) a capacidade da companhia de obter materiais e componentes em quantidade suficiente para suprir a demanda, particularmente diante da situação econômica global; (6) riscos relacionados à dependência de certos fornecedores, subcontratados, distribuidores terceirizados e outros representantes essenciais; (7) o impacto nas performances da companhia e nos resultados financeiros causados por aquisições estratégicas ou vendas, incluindo aquelas que possam ocorrer no futuro; (8) riscos relacionados à manufatura e a operações em países estrangeiros; (9) a credibilidade financeira de clientes e distribuidores, especialmente de compradores de grandes sistemas de infraestrutura; (10) riscos relacionados ao fato de certos clientes exigirem que a companhia construa, seja proprietária e opere seus sistemas por vários anos; (11) a propriedade de certos logotipos, marcas registradas, razão social e marcas de serviços “MOTOROLA” pela Motorola Mobility Holdings, Inc.; (12) variação na receita recebida por licenciamento da propriedade intelectual da companhia para outros, assim como despesas causadas por licenciamento de propriedade intelectual de outros; (13) obrigações ou despesas inesperadas, incluindo resultados desfavoráveis de litígios atuais e futuros ou processos regulatórios similares; (14) impacto da flutuação de moedas estrangeiras, incluindo o impacto negativo pela valorização do dólar americano quando competindo com empresas em mercados estrangeiros; (15) o impacto da percentagem de dinheiro e seus equivalentes detidos fora dos Estados Unidos; (16) a capacidade da empresa de pagar dividendos futuros, devido a possíveis condições de mercado adversas ou efeitos adversos sobre o fluxo de caixa da empresa; (17) a capacidade da empresa de recomprar ações no âmbito do seu programa de recompra, devido a possíveis condições de mercado adversas ou efeitos adversos sobre o fluxo de caixa da empresa; (18) o impacto das mudanças nas políticas governamentais, leis ou regulamentos; (19) o resultado de questões de natureza fiscal em curso e futuras; e (20) consequências negativas de terceirização da empresa de diversas atividades, incluindo manufatura, tecnologia da informação e funções administrativas específicas. A Motorola Solutions não assume nenhuma obrigação de atualizar publicamente qualquer declaração prospectiva ou fator de risco, seja como resultado de novas informações, eventos futuros ou outros.

Definições
* Saldo total = valor em espécie ou equivalentes + Fundo Sigma (atual e não atual) e investimentos de curto prazo
** Quantias atribuíveis a detentores de ações ordinárias da Motorola Solutions, Inc.
*** Informações financeiras não-GAAP excluem dos resultados GAAP os efeitos da remuneração baseada em ações, amortização de ativos intangíveis e itens destacados.

Contacts
Motorola Solutions Media Contacts

Please wait...